segunda-feira, 16 de maio de 2011

Missão Popular em Arnoia

        A Paróquia de Arnoia – Celorico de Basto, na 1ª Quinzena de Maio, esteve em Missão Popular Vicentina. Enviados pelo pároco de Arnoia, Sr. Reitor Armandino Lopes, muitos foram percorridos e muitas pessoas contactadas.
        A sua realização deveu-se ao empenho e dedicação do seu Pároco Dr. Armandino Lopes, da Equipa que desejou e organizou este acontecimento. A sua perseverança e insistência fizeram com que este sonho se tornasse realidade, tornando possível levar em frente este projecto de revitalização nesta Paróquia de Arnoia.
        Descrevendo esta localidade podemos dizer que Arnoia tem cerca de 900 habitantes, sendo 20% ligados à Agricultura, 6%, são reformados e 10% ligados a outros serviços públicos.
        Como todas as missões esta teve um período de pré missão, onde realçamos o trabalho dos Padres Missionários e da Equipa local que tudo fez para que esta fosse bem-sucedida. A Missão Popular em Arnoia veio a realizar-se no dia 1 a 15 de Maio.
        Foram constituídas 17 Comunidades, sendo divididas por 3 grupos (Norte, Centro e Sul). O Norte foi constituído pelas zonas do Castelo, Chelo, Santo. Tirso, Cerqueira e Vilar. Quanto ao grupo do Centro, abrangia S. Sebastião I e II (duas Comunidades), Cruzinha, Tanque, Barreiros, Areal, Souto e Santa. Casa da Misericórdia, com o maior número de participantes. O Grupo Sul, mais distante do Mosteiro de Arnoia, era formado por Lourido, Cruz de Baixo, Cêgua e Torrão. Nas 17 Comunidades houve uma crescente participação de pessoas, cerca de 300 pessoas, que inicialmente estavam expectantes mas depois participaram activamente.
        Vieram de vários lados do País as duas equipas de Missionários, tendo como responsável da primeira, o Sr. Padre Moura, Padre da Congregação da Missão e dois Leigos Missionários Irene e Manuel. A 2ª Equipa pelo Sr. Padre Pereira, Ir. Dora Zambujo (Filha da Caridade de S. Vicente de Paulo) e a Missionária Leiga Henriqueta.
        Da parte da manhã, pelas 9 horas da manhã, e primeira semana os missionários divididos em 2 grupos, Igreja Santa Luzia e Mosteiro, rezaram laudes integradas na Eucaristia. Na segunda, foram rezadas laudes, dado que à noite havia as celebrações temáticas. Houve alguma participação das pessoas nesta prática.
        Devido à extensão territorial da Paróquia de Arnoia, e para que todos os grupos fossem visitados e assistidos, sentiu-se a necessidade de desdobrar os grupos em 3 e aí tivemos a participação activa do Sr. Reitor P. Armandino Lopes, que prontamente se juntou às equipas.
        Cada Equipa teve um Guia que passo a enumerar: Ana Maria, o Sr. João, e o Sr. Meireles. Embora 1 hora de visita fosse escassa, todos os grupos foram visitados, apoiados e as duvidas esclarecida.
        Além das visitas às comunidades, que eram realizadas pelas 21 horas, durante o dia os missionários visitaram um bom número de pessoas, cerca de 60 pessoas, entre eles casais idosos sozinhos nas suas casas, idosos com filhos deficientes entre outras fragilidades humanas. Muitos tiveram a possibilidade de se confessarem e de receberem a sagrada comunhão.
        No Sábado dia 7 de Maio pelas 20 horas e 30 minutos, realizou-se a Celebração designada “Comunidade das Comunidades”, na Igreja do Mosteiro, ou seja todas as Comunidades emergiram das 3 zonas, com cartazes identificando cada comunidade e respectivos símbolos (o mais original foi um aquário com 2 peixes do rio, onde o único sobrevivente acabou por ir habitar no chafariz dos claustros do Mosteiro), foi um momento alto da Missão nesta Paróquia. Todos mostraram grande satisfação em participar neste acontecimento e os marcou positivamente.
        Iniciamos a segunda semana com as celebrações temática, sendo a primeira a Bíblia, depois veio a Luz, a participação foi menor mas bastante vivida. Possivelmente por ser tempo de sementeira, logo as pessoas aproveitaram o bom tempo para esta tarefa. Salientamos também que esta zona, além de ser dispersa, tem muitos casais idosos com pouca mobilidade e fracos acessos.
        Seguiram-se mais 3 celebrações: a da Água, Maria e a Família, nesta celebração houve maior participação da população e acabou por ser muito emotiva. Evidenciamos a celebração de Maria no dia 13 de Maio, com procissão de velas.
        Ao mesmo tempo que se celebrava no Mosteiro a Celebração da Família, esta também foi celebrada na capela do Lourido, dada a distância e dificuldade desta população se deslocar ao Mosteiro.
        O Encerramento ocorreu no Sábado, dia 14 de Maio com os seguintes eventos: Reunião de Animadores das comunidades pelas 15 horas, onde se fez a avaliação dos trabalhos e os grupos, mais uma vez, mostraram vontade em continuar com os encontros, pelo menos uma vez por mês.
        Às 18 horas houve a celebração do Encerramento da Missão, terminando com um jantar partilhado, onde estiveram presentes todos aqueles e aquelas que, directa ou indirectamente, se juntaram à missão popular e fizeram com que esta fosse possível. Todos tiveram um papel importante na realização deste acontecimento, desde a senhora que cedeu as casas para o alojamento, passando por aqueles que receberam os missionários e lhe deram as refeições e todos aqueles que deram do seu tempo para seguir de mais perto os missionários. Para todos um bem-haja e um abraço em Jesus Cristo.
        Evidenciamos também o facto, da Missão Popular Vicentina em Arnoia, ter ficado assinalada com a bênção da Cruz da Missão. Marco histórico e perene, Cristo passou e deixou um perfume, de paz e bem, cabe a cada pessoa daquela população torna-lo visível daqui para a frente.

As Missionárias
Ir. Dora Zambujo e Henriqueta







Sem comentários:

Publicar um comentário