sábado, 29 de setembro de 2012

PENAMAIOR – PAÇOS DE FERREIRA – DIOCESE DO PORTO


MISSÃO POPULAR: 30 de Setembro a 14 de Outubro


A Missão Popular em Penamaior, começa dia 30 de Setembro, com a Administração do Sacramento da Confirmação, por D. Pio Alves e com a eucaristia do Envio. É pároco o P. Adolfo Fânzeres Martins, de 90 anos (nasceu em 9 de Janeiro de 1922 e foi ordenado a 1 de Janeiro de 1946). A Missão Popular foi proposta pelo pároco ao P. Carlos Moura e foi preparada pelos padres Fernando e Álvaro.

A Equipa responsável é constituída pelo pároco, pelo P. Álvaro e por Ana Jacinta, Arnaldina, Clara LealPaulo Brito e outros leigos. Fizeram as 5 reuniões de preparação. Por imperativos da missão de Visitador o P. Álvaro não pode ser o Missionário desta Missão. Em seu lugar avançou o P. Pereira que, com a Irmã Maria Adélia (FC), a Henriqueta (CMV - Lisboa) e o Manuel Lopes (CMV – Idães), fazem a Equipa Missionária.


História


Penamaior é uma freguesia do concelho de Paços de Ferreira, com 7,91 km² de área e 3 819 habitantes (2011). Densidade: 482,8 hab/km².



No séc. XII, era em parte pertença do Mosteiro de Ferreira, integrada no julgado de Refojos. Foi comenda do Marquês de Marialva, junto com a de Meixomil, que lhe era anexa (1821). Antes, tê-lo-ia sido da Ordem de Cristo, que apresentava o prior por troca de uma renda. A percepção da unidade paisagística, semelhando uma concha, que caracteriza a área do concelho, podemos tomá-la daqui, mais exactamente da Ermida da Senhora do Pilar. Interessantes panorâmicas podem também ser disfrutadas dos lugares de Inveja e Santa Marinha.



No lugar de Cô (antigo Coom), realiza-se a mais importante feira da região, com predominância para a transacção de gado, nos dias 5 e 21 de cada mês. O povoamento de Penamaior foi certamente uma consequência do ordenamento proto-histórico à ocupação romana da vasta Citânia de Sanfins de Ferreira. Daí terá baixado para estas terras de meia encosta, onde se implantaram também as paróquias de Eiriz e a extinta Cacães (Santa Cruz). Nos meados do séc. XIII, a paróquia de Penamaior era muito mais extensa e prolongava-se a Sul, até às proximidades de Frazão e de Seroa. Há mesmo quem afirme que Seroa lhe pertencia.



Em Penamaior as festas e romarias mais importantes são, a Festa da Nossa Senhora do Pilar que se comemora no dia 15 de Agosto, a mais importante da freguesia e a Festa em honra de Nossa Senhora da Hora que se realiza quarenta dias após a Páscoa. A Festa da Nossa Senhora do Pilar como o próprio nome indica é celebrada no Monte do Pilar, como devoção à Santa que se encontra exposta na capela a Ela dedicada. Aqui acorrem milhares de pessoas não só do concelho mas também de concelhos vizinhos quer para ouvir a missa campal, quer para merendar e desfrutar da magnífica vista e dos encantos da natureza que aqui são proporcionados.



Outros grandes motivos de interesse para a deslocação a esta festa são o de, em primeiro lugar poder assistir à magnífica procissão (uma das mais bonitas do concelho) que, em piedosa devoção, percorre todo o recinto, pelo meio da tarde, e, em segundo lugar poder ouvir as bandas filarmónicas que, durante todo o dia e em renhido despique, alegram o ambiente. A Festa da Nossa Senhora da Hora é celebrada na Igreja Paroquial, com missa festiva pela manhã e com uma bela procissão da parte de tarde, que se desloca da Igreja Paroquial até ao lugar do Sobreiro, onde dá a volta e retorna à Igreja.



“Ide por todo o mundo, anunciai a Boa Nova!”.


Sem comentários:

Publicar um comentário